Show simple item record

dc.contributor.advisorSilva, Paulo Regis Ferreira dapt_BR
dc.contributor.authorMaass, Matheus Barretopt_BR
dc.date.accessioned2017-01-11T02:18:44Zpt_BR
dc.date.issued2016pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/150519pt_BR
dc.description.abstractNo estado do Rio Grande do Sul existem áreas de cultivo de arroz irrigado em pousio, em parte com a presença de Gleissolo, onde culturas de sequeiro como o milho poderiam ser cultivadas como alternativa de rotação com o arroz, desde que a disponibilidade hídrica seja adequada. Porém, ainda há carência de informações sobre estratégias para evitar estresses, seja por excesso ou por deficiência hídrica, e sobre se há diferenças entre híbridos de milho, de alto potencial produtivo, na adaptação a este tipo de ambiente entre híbridos de milho. Dentro deste contexto, o objetivo deste trabalho foi avaliar o desempenho agronômico e econômico da cultura do milho em Gleissolo em função de método de irrigação. O experimento foi conduzido em Cachoeirinha-RS, nos anos agrícolas 2013/14 e 2014/15. Os tratamentos consistiram de dois métodos de irrigação (aspersão e por sulco) e uma testemunha sem irrigação e de quatro híbridos de milho. O milho foi conduzido no sistema de microcamalhões, com 15 cm de altura, e a irrigação foi realizada sempre que necessária, com a umidade do solo sendo monitorada pelo equipamento Hidrofarm. A quantidade final de água utilizada nos dois sistemas de irrigação foi a mesma, com a utilização de uma lâmina de água de 30 mm. Foram avaliadas as características relacionadas ao desenvolvimento da planta, o rendimento de grãos, os componentes do rendimento e a eficiência de uso da água. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos casualizados, dispostos em parcelas subdivididas, com quatro repetições. Os resultados obtidos em dois anos evidenciaram que a cultura do milho é viável técnica e economicamente em gleissolo sob condições não limitantes de irrigação e drenagem. Em anos com ocorrência de períodos de intenso déficit hídrico, o método de irrigação por sulco é agronômica e economicamente mais vantajoso em relação ao com irrigação por aspersão. Mesmo em anos com menor ocorrência de estiagens no período mais crítico do milho, a utilização de irrigação é economicamente vantajosa, independentemente de método de irrigação utilizado. Todos os híbridos avaliados apresentam adequada capacidade de adaptação a solos hidromórficos, sob condições adequadas de irrigação e drenagem.pt_BR
dc.description.abstractIn the state of Rio Grande do Sul, Brazil, there are several fallow areas of flooded rice crop, partially with the presence of Gley soil, where dry farming, like maize crop could be cultivated as a crop rotation alternative to flooded rice, as long as the hydric availability is adequate. However, there is still the need for information about strategies to avoid stress, whether it is due to hydric excess or deficiency, and also whether there are differences between maize hybrids, with high productive potential, in regarding to their adaptation to this type of environment. In this context, the main goal of this research work was to evaluate the agronomic and economic performance of maize as a function of irrigation method, grown in a Gley soil. The experiment was carried out in Cachoeirinha – RS, in two growing seasons, 2013/14 and 2014/15. The treatments consisted of two irrigation methods (aspersion and furrow) and a check without irrigation and of four maize hybrids. Maize was cultivated in 15 cm high micro ridges. Irrigation was applied when necessary, with the soil moisture being monitored by the Hidrofarm equipment. The final amount of water used in both irrigation systems was the same, with a blade of water of 30 mm. The characteristics related to plant development measured were, grain yield, yield components and water use efficiency. The trial design used was the randomized blocks arranged in split-plot, with four replications. The results obtained in two years indicated that the introduction of maize is technically and economically viable in Gley soil under non-limiting irrigation and draining conditions. In a year of occurrence of periods of intense water deficit, it was shown that the furrow irrigation method is technical and economically more advantageous when compared to the aspersion method. Even in the second year, with lower drought occurrence in the most critical period of maize, the use of irrigation is financially advantageous, regardless of the method of irrigation that was applied. All evaluated hybrids showed adequate capacity of adaptation to hydromorphic soils under proper irrigation and drainage conditions.en
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectMilhopt_BR
dc.subjectIrrigaçãopt_BR
dc.subjectArroz irrigadopt_BR
dc.titleDesempenho agronômico de híbridos de milho cultivados num gleissolo em função de métodos de irrigaçãopt_BR
dc.title.alternativeAgronomic performance of hybrids maize grown in gley soil as a function of irrigation method en
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.identifier.nrb001008426pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentFaculdade de Agronomiapt_BR
dc.degree.programPrograma de Pós-Graduação em Fitotecniapt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2016pt_BR
dc.degree.levelmestradopt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record