Show simple item record

dc.contributor.advisorKindel, Andreaspt_BR
dc.contributor.authorRangel, Barbara Zucattipt_BR
dc.date.accessioned2023-09-23T03:38:21Zpt_BR
dc.date.issued2021pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/265151pt_BR
dc.description.abstractPadrões espaciais dos atropelamentos são ocasionados por diversos fatores relacionado à paisagem, ao comportamento e ecologia da espécie, e às características das rodovias. Visto que padrões ecológicos ocorrem em diversas escalas, a análise dos fatores que influenciam atropelamentos deve ser feita em uma abordagem multiescala. Nesse estudo, analisamos as fatalidades de ouriço-caixeiro (Coendou sp.) na rodovia RSC-287, na região central do Rio Grande do Sul. Utilizamos uma abordagem multiescala que compreendeu tanto a escala de efeito para avaliar as variáveis preditoras selecionadas, quanto a escala de observação para avaliar a variável resposta em três diferentes escalas. Construímos modelos explanatórios dos atropelamentos em relação às características de paisagem e de rodovia para compreender os fatores de influência das fatalidades. Nossos resultados mostram que a formação florestal é importante para o grupo nessa região e que essa relação independe da escala analisada. As características de rodovia não apresentaram associação com as fatalidades. Surpreendentemente, variáveis como presença de água e classes de agropecuária mostraram relação positiva e significativa com os atropelamentos. A utilização de uma abordagem multiescala favorece a construção de modelos explanatórios mais robustos e condizentes com os padrões da paisagem, auxiliando no desenvolvimento de propostas de estruturas mitigadoras a serem implantadas em estradas com características semelhantes.pt_BR
dc.description.abstractRoadkill spatial patterns are caused by several factors related to the landscape, behavior and ecology of the species, and characteristics of highways. Since ecological patterns occur at different scales, an analysis of the factors that influence roadkills should be done in a multiscale approach for more accurate results. In this study, we analyzed the fatalities of Coendou sp. on the RSC-287 highway, in the central region of Rio Grande do Sul. We used a multiscale approach that comprised both the scale of effect to assess the selected explanatory variables, and the extent scale to assess the response variable in three different scales. We built roadkill explanatory models in relation to landscape and road characteristics to understand the factors influencing fatalities. Our results show that forest cover is important for the group in this region and that it is independent of the analyzed scale. Road characteristics did not show any association with the fatalities. Surprisingly, variables such as the presence of water and agriculture have a significant and positive association with porcupine roadkills. The use of a multiscale approach favors the construction of explanatory models that are more robust and consistent with landscape patterns, helping to develop proposals for mitigation structures to be implemented on roads with similar characteristics.en
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectAtropelamentospt_BR
dc.subjectAnimais silvestrespt_BR
dc.subjectEcologia de paisagempt_BR
dc.titleAtropelamento de ouriços e a influência da paisagem : uma abordagem multiescalapt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.identifier.nrb001171665pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentInstituto de Biociênciaspt_BR
dc.degree.programPrograma de Pós-Graduação em Ecologiapt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2021pt_BR
dc.degree.levelmestradopt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record