Show simple item record

dc.contributor.authorSouza, Sergio da Rochapt_BR
dc.contributor.authorMatsuoka, Marcelo Tomiopt_BR
dc.contributor.authorGötz, Jussyer Jonnypt_BR
dc.contributor.authorSevero, Tiago Cavagnolipt_BR
dc.date.accessioned2019-04-24T02:34:38Zpt_BR
dc.date.issued2008pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/193430pt_BR
dc.description.abstractA determinação do campo de gravidade tem provado ser uma tarefa formidável. Atualmente, os dados coletados a partir de uma dezena de satélites são utilizados para determinar o campo de gravidade da Terra, que contém informações importantes para o conhecimento da forma, da estrutura e dos processos dinâmicos que ocorrem no interior do planeta. Nos últimos anos, os satélites artificiais, o desenvolvimento de novos algoritmos e a evolução da informática, possibilitaram o processamento dessas informações com extraordinária rapidez, e estão alterando a coleta e a integração de dados geodésicos, permitindo ampliar a resolução e a escala da representação do campo de gravidade. Atualmente, esses integram os sistemas de referência geodésicos e vem sendo usados como esferóides combinados com dados locais para a representação do campo de gravidade anômalo de alta resolução. A eficiência desses modelos depende da técnica e dos dados utilizados no calculo dos coeficientes. A comunidade cientifica aguardava a substituição do modelo do geopotencial Earth Gravitational Model 1996 (EGM96), que contém coeficientes do potencial gravitacional expresso em harmônicos esféricos até o grau e ordem 360, o que significa uma resolução espacial de 30 minutos de arco Em razão dos dados provenientes, principalmente, das missões CHAMP (CHAllenging Minisatellite Payload), e GRACE (Gravity Recovery and Climate Experiment), que foi possível o conhecimento do comportamento do campo de gravidade com maior resolução e exatidão. Permitindo assim, o lançamento de uma dezena de modelos do geopotencial a partir dos dados coletados dessas missões. Entre eles, está o modelo geopotencial Earth Gravitational Model 2008 (EGM2008), divulgado na ultima Assembléia Geral da União Européia de Geociências em 2008 (European Geosciences Union - General Assembly 2008), ocorrida em Viena na Áustria. O EGM2008 contém coeficientes do potencial gravitacional expresso em harmônicos esféricos até o grau 2160, o que significa uma resolução espacial aproximada de 5’ minutos de arco.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.language.isoengpt_BR
dc.relation.ispartof10 anos do curso de Engenharia Cartográfica da UFRGS. 2008 : Porto Alegre : UFRGS/IG/LPG, 2008. p. 67-73pt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectGravidadept_BR
dc.titleSobre o novo modelo do geopotencial EGM2008pt_BR
dc.typeCapítulo de livropt_BR
dc.identifier.nrb000677524pt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record