Show simple item record

dc.contributor.advisorGuimarães, Sérgio Rangelpt_BR
dc.contributor.authorDomingues, Jéssica Milena dos Passospt_BR
dc.date.accessioned2020-12-02T04:10:11Zpt_BR
dc.date.issued2020pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/216017pt_BR
dc.description.abstractEste estudo tem a finalidade de contribuir para o mercado segurador, que carece de embasamento técnico sobre os critérios de precificação do prêmio de risco de morte acidental, e de trazer referências de taxas de probabilidade de morte acidental que podem ser utilizadas no cálculo do prêmio pelas seguradoras. Diante disso, o objetivo do estudo é verificar qual é o impacto da utilização da probabilidade de morte acidental por faixa etária e sexo na precificação de seguro de acidentes pessoais. Assim, a partir dos dados do DATASUS, foram apuradas a taxa única unissex e as taxas únicas feminina e masculina. Também foram calculadas a taxa unissex por faixa etária, bem como a taxa por faixa etária segregada por sexo. Analisando as taxas de probabilidade de morte acidental, evidencia-se que a precificação sem distinção do sexo do segurado eleva o valor do prêmio de risco para o sexo feminino, devido à diferente exposição ao risco entre homens e mulheres. Além disso, o critério de precificação pela taxa única unissex pode resultar em um valor acima do prêmio que seria atuarialmente justo, gerando uma necessidade de solidariedade tarifária do segurado dependendo da idade em que se encontra no momento da contratação do seguro.pt_BR
dc.description.abstractThis study has a high contribution to the security market, which lacks a technical basis on the pricing criteria for the accidental death risk premium and provides references of accidental death probability rates that can be used in the calculation of the premium by insurers. Therefore, the objective of the study is to ascertain the impact of using accidental death probability by age group and sex in the pricing of personal accident insurance. Thus, from the DATASUS data, single unisex, female and male rates were calculated. Unisex rates by age group were also calculated, as well as rates by age group segregated by sex. Analyzing the accidental death probability rates, the research shows that the price without the insured's gender distinction raises the value of the risk premium for women, due to the different risk exposure between men and women. In addition, the unisex single rate pricing criterion may result in a higher premium value that would be actuarially fair, causing a need for the insured's solidarity depending on its age at the time the safe is purchased.en
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectAccidental deathen
dc.subjectMortept_BR
dc.subjectInsurance pricingen
dc.subjectSeguropt_BR
dc.subjectPrecificaçãopt_BR
dc.subjectRisk premiumen
dc.subjectActuarial sciencesen
dc.titleSeguro de acidentes pessoais : impacto da utilização das probabilidades de morte acidental por faixa etária e sexo na precificaçãopt_BR
dc.title.alternativePersonal accident insurance : impact of on the use of accidental death probabilities by age and sex in precificationen
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.identifier.nrb001120121pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentFaculdade de Ciências Econômicaspt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2020/1pt_BR
dc.degree.graduationCiências Atuariaispt_BR
dc.degree.levelgraduaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record