Show simple item record

dc.contributor.advisorMartins, Márcio Borgespt_BR
dc.contributor.authorCardoso, Cibele da Costapt_BR
dc.date.accessioned2013-06-12T01:46:10Zpt_BR
dc.date.issued2012pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/72380pt_BR
dc.description.abstractNo Brasil ocorrem cinco espécies de tartarugas marinhas, todas incluídas nas listas brasileira e mundial de espécies ameaçadas de extinção. O Projeto TAMAR-ICMBio atua, desde 1980, monitorando áreas de desova e alimentação destas espécies no litoral e ilhas oceânicas do Brasil. O trabalho de conservação desenvolvido pelo TAMAR-ICMBio em suas bases inclui pesquisa, manejo e educação. As bases possuem um Centro de Visitantes que auxilia no trabalho de conscientização e educação ambiental de visitantes, comunidades e pescadores. A educação ambiental tem sido uma importante ferramenta no reconhecimento dos problemas ambientais existentes, auxiliando a ampliar a participação da população nas ações de conservação. O presente trabalho teve como objetivo analisar a percepção a respeito das tartarugas marinhas em estudantes de escolas que visitaram as bases do TAMAR-ICMBio, nas cidades de Florianópolis – SC e Ubatuba – SP. A metodologia utilizada foi a aplicação de questionários antes e após a visitação dos alunos nas duas bases do projeto. Os questionários continham perguntas abertas e fechadas e foram aplicados em alunos da 3ª e 4ª série do Ensino Fundamental de duas escolas públicas das cidades de Ubatuba e Florianópolis. Cento e vinte questionários foram respondidos, sendo 71 em Ubatuba e 49 em Florianópolis. Com a realização deste trabalho pode-se perceber que o Programa de educação ambiental nos centros de visitantes do Projeto TAMAR é eficiente, visto que a grande maioria dos discentes sabia responder aos questionamentos após a visita as bases do projeto. Contudo, também pode-se constatar que alguns temas poderiam ser mais enfatizados. A partir da realização deste trabalho pudemos perceber a grande relevância do papel do professor, visto que as turmas que tiveram um maior número de acertos nos questionários foram aquelas em que os professores já haviam tratado o tema em sala de aula, antes da visita ao TAMAR. Os alunos que demonstraram possuir uma percepção maior, ao se analisar as respostas dos questionários na fase anterior à visita, foram os de Ubatuba. Este fato pode estar relacionado à presença do projeto há mais de 20 anos na cidade, o que faz com que esses estudantes já estejam mais familiarizados com as questões relacionadas ao tema por terem visitado o projeto mais de uma vez.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectEducação ambientalpt_BR
dc.subjectConservação da faunapt_BR
dc.subjectProjeto Tamarpt_BR
dc.titlePercepção de estudantes que visitam o Projeto TAMAR- ICMBio, nas bases de Florianópolis – SC e Ubatuba – SP, sobre biologia e conservação de tartarugas marinhaspt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de especializaçãopt_BR
dc.contributor.advisor-coTrigo, Cariane Campospt_BR
dc.identifier.nrb000877290pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentInstituto de Biociênciaspt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2012pt_BR
dc.degree.levelespecializaçãopt_BR
dc.degree.specializationCurso de Especialização em Diversidade e Conservação da Faunapt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record