Show simple item record

dc.contributor.advisorOliveira, Ana Beatriz Almeida dept_BR
dc.contributor.authorMoraes, Anna Bezerra da Silva dept_BR
dc.date.accessioned2020-01-15T04:15:30Zpt_BR
dc.date.issued2019pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/204273pt_BR
dc.description.abstractIntrodução: A escola tem sido considerada um importante espaço para a o desenvolvimento de hábitos alimentares e de saúde em geral mais saudáveis. No entanto, frente a um contexto onde está-se perdendo cada vez mais a relação com o alimento, surge a necessidade de promover ações integrativas com o intuito de educar as crianças sobre a origem dos alimentos, e propor desde cedo uma análise e reflexão acerca dos dados primários da natureza, reconhecendo a escola um espaço privilegiado para desenvolver ações de educação alimentar e nutricional. Objetivo: O presente trabalho tem como objetivo descrever o processo de implementação de uma horta como um instrumento de educação alimentar e nutricional em uma creche de um hospital público de Porto Alegre – RS. Metodologia: Sob diversas formas e procedimentos se desenvolveu a atividade junto com as crianças do berçário, mini- maternal, maternal e jardim A e B, mesclando experiências de cunho nutricional, ambiental e pedagógico, além da valorização do trabalho em equipe, introdução alimentar, respeito ao meio ambiente e formação da consciência de preservação e modificação de hábitos alimentares Os alunos auxiliaram nas várias etapas do processo de construção da horta, como na limpeza da área, coleta de materiais, plantio, manutenção e colheita. Foram elaborados dois questionários com a finalidade de verificar a influência da horta escolar sobre o hábito alimentar das crianças, além do envolvimento com questões ambientais e o incentivo para elaboração de novos projetos pedagógicos. Resultados: As respostas aos questionários mostraram informações relevantes, sendo as mais importantes as que se referem ao incremento da aceitação alimentar e da consciência relacionada ao meio ambiente, segundo 93,8% dos educadores entrevistados, ao identificarem os maiores benefícios da implantação da horta. E embora existam peculiaridades da vida moderna que afastam o convívio dos pais com seus filhos nos dias de semana – e, portanto, da maior parte de suas refeições, 100% deles aprovaram a iniciativa. Conclusão: Conclui-se que esta iniciativa de implementação da horta serviu como um instrumento de educação alimentar e nutricional. Também foi possível concluir que as crianças, quando participantes do processo, desenvolvem a aceitação e experimentação alimentar com mais facilidade, projetando uma vida adulta mais consciente das escolhas alimentares.pt_BR
dc.description.abstractIntroduction: School has been considered an important space for the development of healthier eating habits and general health. However, in a context where the relationship with food is increasingly lost, there is a need to promote integrative actions to educate children about the origin of food, and to propose an analysis and reflection on primary data of nature, recognizing the school a privileged space to develop actions of food and nutrition education. Objective: This paper aims to describe the process of implementing a vegetable garden as an instrument of food and nutrition education in a nursery of a public hospital in Porto Alegre - RS. Methodology: Under various forms and procedures, the activity was developed together with the children of the baby nursery, mini-maternal, nursery and kindergarden A and B, mixing experiences of nutritional, environmental and pedagogical nature, as well as valuing teamwork, food introduction, respect for the environment and formation of awareness of preservation and modification of eating habits. Students helped in the various stages of the vegetable garden construction process, such as cleaning the area, collecting materials, planting, maintaining and harvesting. Two questionnaires were elaborated to verify the influence of the school vegetable garden on the children's eating habits, beyond the involvement with environmental issues and the incentive to elaborate new pedagogical projects. Results: The answers to the questionnaires showed relevant information, the most important ones referring to increased food acceptance and environmental awareness, according to 93.8% of the interviewed educators, when identifying the greatest benefits of the implementation of the garden. And while there are peculiarities of modern life that drive parents away from their weekdays - and therefore most of their meals, 100% approved the initiative. Conclusion: It is concluded that this vegetable garden implementation initiative served as an instrument of food and nutrition education. It was also possible to conclude that children, as participants in the process, develop acceptance and experimentation with food more easily, projecting an adult life more conscious of food choices.en
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectDieta saudávelpt_BR
dc.subjectComportamento alimentarpt_BR
dc.subjectPré-escolarpt_BR
dc.subjectCriançapt_BR
dc.subjectEducação alimentar e nutricionalpt_BR
dc.titleHorta : resultados de uma experiência em creche estimulando produção de hábitos alimentares e de vida mais saudáveispt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.identifier.nrb001109089pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentFaculdade de Medicinapt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2019pt_BR
dc.degree.graduationNutriçãopt_BR
dc.degree.levelgraduaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record