Show simple item record

dc.contributor.advisorLuft, Vivian Cristinept_BR
dc.contributor.authorRosa, Ingrid Saibro dapt_BR
dc.date.accessioned2024-03-27T06:37:12Zpt_BR
dc.date.issued2024pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10183/274221pt_BR
dc.description.abstractIntrodução: Sabe-se que a obesidade é considerada um problema de saúde pública e nas últimas décadas tem aumentado entre crianças e adolescentes. Vários fatores podem contribuir para o surgimento da doença, dentre eles: sedentarismo, hábitos alimentares inadequados, predisposição genética, distúrbios psicológicos entre outros. Precisa-se ainda investigar se a qualidade do sono/privação do mesmo pode ser considerado um fator de risco para a obesidade. Objetivo: Revisar a literatura existente sobre a associação entre privação de sono e obesidade em crianças e adolescentes. Métodos: Para realização desta revisão sistemática foram seguidas as diretrizes estabelecidas pelo Reporting of Systematic Reviews and Meta-analyses (PRISMA). Foram incluídos artigos originais, com publicações até abril de 2023 sobre relação privação sono e obesidade pediátrica ou obesidade infantil em crianças ou jovens adolescentes menores de 18 anos de idade. Foram excluídos artigos não originais, população maior de 18 anos, artigos duplicados, estudos realizados em animais ou que claramente não avaliaram a relação de privação de sono e obesidade. A seleção de artigos foi realizada por um avaliador e discutida com um segundo pesquisador, havendo uma concordância de inclusão e exclusão de estudos e interpretação dos mesmos. Resultados: Dos 38 artigos encontrados foi possível observar que a privação de sono é um fator predisponente para o aparecimento da obesidade entre crianças e adolescentes, sendo visto que esse fator está associado ao nosso estilo de vida e a nossas escolhas alimentares. Conclusão: A maioria dos estudos sugerem que a privação de sono esteve associada a um perfil de estilo de vida pouco saudável entre as crianças e adolescentes, o que na grande maioria das vezes está associado a maiores chances de obesidade. Espera-se uma maior compreensão sobre os mecanismos que possam contribuir para reduzir as taxas de obesidade infantil, propiciando uma melhor qualidade do sono e estilo de vida dessas crianças e adolescentes. Dessa forma, um tempo adequado de sono parece ser essencial para a manutenção do estado nutricional.pt_BR
dc.description.abstractIntroduction: It is known that obesity is considered a public health problem and in recent decades it has increased among children and adolescents. Several factors can contribute to the onset of the disease, including: sedentary lifestyle, inadequate eating habits, genetic predisposition, psychological disorders among others. It is also necessary to investigate whether sleep quality/sleep deprivation can be considered a risk factor for obesity. Objective: To review the existing literature on the association between sleep deprivation and obesity in children and adolescents. Methods: To carry out this systematic review, the guidelines established by Reporting of Systematic Reviews and Meta-analyses (PRISMA). Were followed, original articles were included, with publications up to April 2023 on the relationship between sleep deprivation and pediatric obesity or childhood obesity in children or young people teenagers under 18 years of age. Non-original articles, populations over 18 years of age, duplicate articles, studies carried out on animals or that clearly did not evaluate the relationship between sleep deprivation and obesity were excluded. The selection of articles was carried out by an evaluator and discussed with a second researcher, with agreement on the inclusion and exclusion of studies and their interpretation. Results: Of the 38 articles found, it was possible to observe that sleep deprivation is a predisposing factor for the appearance of obesity among children and adolescents, given that this factor is associated with our lifestyle and our food choices. Conclusion: Most studies suggest that sleep deprivation was associated with an unhealthy lifestyle profile among children and adolescents, which in the vast majority of cases is associated with a greater chance of obesity. A greater understanding of the mechanisms that can contribute to reducing childhood obesity rates is expected, providing better sleep quality and lifestyle for these children and adolescents. Therefore, adequate sleep time appears to be essential for maintaining nutritional status.en
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsOpen Accessen
dc.subjectChildhood obesityen
dc.subjectObesidade infantilpt_BR
dc.subjectPrivação do sonopt_BR
dc.subjectSleep deprivationen
dc.subjectRevisão sistemáticapt_BR
dc.subjectInsufficient sleepen
dc.subjectCriançapt_BR
dc.subjectChildren and adolescentsen
dc.subjectAdolescentept_BR
dc.subjectPoor quality sleepen
dc.subjectFatores de riscopt_BR
dc.subjectLeptinen
dc.subjectGhrelinen
dc.subjectLeptinapt_BR
dc.subjectGrelinapt_BR
dc.subjectWeight gainen
dc.subjectGanho de pesopt_BR
dc.titlePrivação do sono como fator de risco para obesidade em crianças e adolescentes : uma revisão sistemática da literaturapt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.identifier.nrb001198553pt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentFaculdade de Medicinapt_BR
dc.degree.localPorto Alegre, BR-RSpt_BR
dc.degree.date2024pt_BR
dc.degree.graduationNutriçãopt_BR
dc.degree.levelgraduaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail
   

This item is licensed under a Creative Commons License

Show simple item record